O tratamento de Naturopatia para acne é direcionado para a sua causa e não apenas para os seus sintomas. Sabemos que o acne é uma infeção cutânea e está associada aalterações hormonais e por isso surge normalmente na adolescência e pode permanecer até à terceira década de vida. As hormonas aumentam a produção de sebo nos folículos da pele, facilitando a infeção pela bactéria causadora do acne, que provoca sintomas como furúnculos, borbulhas, lesões cutâneas ou até nódulos purulentos.

A primeira abordagem no tratamento desta infeção vai focar-se na regulação hormonal através da suplementação ou medicação homeopática, para, consequentemente, diminuir a produção de sebo. A toma da pílula contracetiva é uma das abordagens mais recorrentes na Medicina Convencional, no entanto, está associada a vários efeitos secundários. Em Naturopatia, é comum recorrer-seao óleo de onagra ou extracto de cimicifuga para estabilizar a atividade hormonal, sem riscos de efeitos secundários, sendo uma terapêutica aplicável também ao sexo masculino. A suplementação com zinco, selénio e vitamina E é também utilizada para regular a produção de sebo, acelerar a regeneração da pele e evitar a formação de cicatrizes. Em casos mais graves poderá ser necessário o recurso a antibióticos naturais.

Para o tratamento dos sintomas cutâneos é importante fazer uma correta higiene local, com produtos adequados a cada tipo de pele, sendo o mesmo critério aplicado na escolha de cremes e loções de rosto e corpo. Poderá recorrer à aplicação de vários óleos essenciais como Laranja Amarga, Niaouli, YlangYlang, TeaTree ou Lavanda, que têm efeito antibacteriano e são reguladores sebáceos. Estes óleos podem ser aplicados diretamente na pele, ou em máscaras de argila, nas lavagens do rosto ou banhos, e podem ainda ser encontrados em produtos cosméticos naturais.

A esfoliação deve ser evitada durante a exacerbação da inflamação, bem como as lavagens exaustivas, que poderão aumentar a inflamação bem como o alastramento da infeção. Outro ato a evitar é espremer as borbulhas ou pontos negros. As bactérias presentes nas mãos e unhas poderão aumentar a infeção e provocar uma lesão com perda de colagénio, resultando numa cicatriz deprimida. Enquanto persistirem borbulhas e a pele estiver irritada é importante evitar a exposição solar prolongada.

Quantas consultas serão necessárias para todo o tratamento?

O número de consultas para todo o tratamento varia e depende de vários fatores como a gravidade da infeção, a condição de saúde do utente, a idade, e principalmente a resposta ao tratamento. O tratamento poderá variar entre 2 a 3 meses, com recurso a consultas mensais e tratamentos diários em casa.

Existe alguma dieta específica a seguir para evitar esta condição da pele?

A dieta é fundamental para o tratamento e prevenção de qualquer patologia, incluindo o acne. A ingestão de água diariamente é importante para manter a hidratação da pele. No tratamento e prevenção do acne é importante ter uma alimentação livre de toxinas e baseada em alimentos naturais e frescos. Existem alguns alimentos que devem ser evitados como as gorduras e os fritos, os açúcares refinados presentes em muitos produtos alimentares e alimentos processados porque têm muitos aditivos nocivos. Produtos “light” ou “diet” poderão conter igualmente adoçantes, emulsionantes ou outros aditivos que são prejudiciais à saúde do organismo em geral e da pele. O leite e os seus derivados deverão também ficar de fora da dieta, pois são alimentos inflamatórios que irão contribuir para o aparecimento da inflamação cutânea e distúrbios hormonais.Além das restrições, existem alimentos que deverá privilegiar como as frutas, vegetais e legumes, carnes brancas e sobretudo o peixe rico em ómega 3. Os cereais, pão, massa e arroz deverão ser integrais, sendo escolhas mais saudáveis e que contribuem para o tratamento pela presença de minerais como o selénio e o zinco. Os frutos secos também são importantes pela presença de magnésio, que ajudará na regulação hormonal. As fibras devem ser incluídas na dieta para eliminação de toxinas que poderão acumular-se na pele.

No caso de persistirem algumas cicatrizes, qual otratamento a seguir?

No caso de persistirem cicatrizes, é necessária uma abordagem e tratamento mais profundos, como o reforço ou aumento da suplementação. A esfoliação é importante, desde que não haja inflamação, para remover as camadas de células mortas, acelerar a regeneração e sobretudo regular a profundidade das cicatrizes. Existem também tratamentos estéticos bastante eficazes como a microdermoabrasão ou a dermapenque ajudarão na eliminação das cicatrizes.A aplicação de óleos, como o óleo puro de amêndoas doces ou jojoba e gel puro de aloé vera, contribuem para a reorganização do tecido cutâneo. Quando as cicatrizes são acompanhadas de manchas ou alterações da pigmentação, o óleo de rosa mosqueta é a solução ideal. Cremes ou loções à base de Calêndula são muito eficazes também na reconstrução da pele.

Marque já a sua consulta ou tratamento